Padu Cecconello

 Padu Cecconello é graduado em História pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas, formado em Dança pela Universidade Gama Filho e mestre pelo Programa de Pós-graduação em Artes da Cena do Instituto de Artes da Unicamp, é membro do GRUPO PINDORAMA, grupo de estudos em teatro brasileiro sediado no Departamento de Artes Cênicas da Unicamp. Seu trabalho é motivado pelo desejo de criar estratégias poéticas que entrelaçam processos reflexivos e artísticos ao aproximar e tensionar o universo das religiões de matrizes africanas com as questões de gênero/sexualidade e da teoria Queer.

  Participou de processos criativos como “Um Rio de Águas Permanentes” (2012), sobre o universo da orixá Oxum, e “Exus” (2013), sob orientação e criação da Grácia Navarro, no Departamento de Artes Cênicas da Unicamp. Nesse mesmo ano, participou do documentário “Diário de Exus”, dirigido por Gilberto Sobrinho. Em 2014, compôs o elenco do espetáculo “Ô de casa! Ô de fora! ou "A história de um homem que pediu uma folia à pomba-gira cigana”, criação de Daniel Costa. Em 2015 atuou como performer no projeto “Pornorama – Orgasmos Eletrônicos”, performance inspirada pelo cinema pornochanchada. Em 2016 compôs o elenco de “PUTAS DEI in performance” direção de Luciana Lyra e que teve como tema norteador a prostituição.

  Em 2017 estreou o solo fruto de sua pesquisa de mestrado intitulada “YABADÉ a história das três divas de terreiro”, no qual propõe a tensão entre espetacularização e mitologia das religiões de matriz africana e a travestilidade, com as questões de gênero/sexualidade e a teoria Queer.

Currículo Lattes